Web Rádio

Com eliminações traumáticas “na bagagem”, Corinthians e Grêmio duelam sob forte pressão logo na estreia do Brasileirão 2016

14 MAI 2016
14 de Maio de 2016

Arena Corinthians será palco do jogo entre Timão e Grêmio

(Foto: Carlos Augusto Ferrari)

   Por Henrique Masini Hein

O sorteio definiu!

A primeira rodada do Campeonato Brasileiro de 2016 receberá, logo de cara, na estreia, Corinthians e Grêmio - duas das maiores camisas do futebol nacional frente a frente. Em 2015, O Corinthians se sagrou hexacampeão da competição; já o Grêmio contrariou todas as expectativas pessimistas de sua torcida e foi o terceiro colocado naquele ano. O que esperar, portanto, de uma estreia como essa? Jogão? Talvez, mas isso fica em segundo plano para as duas equipes, já que o objetivo dos dois é espantar a desconfiança para escanteio.

Eliminados nas oitavas de final da Copa Libertadores da América e nas semifinais dos seus respectivos Estaduais para equipes do interior, Corinthians e Grêmio precisão, agora, buscar a reação a qualquer custo logo na estreia do Campeonato Brasileiro. As equipes dirigidas por Tite e Roger Machado se enfrentam, às 16 horas (de Brasília) deste domingo, em Itaquera.

Corinthians

Na manhã do último sábado (dia 15), aproximadamente 25 integrantes de uma torcida organizada do clube foram até o estacionamento do CT Joaquim Grava protestar contra o time.  Os manifestantes estenderam faixas e soltaram fogos de artifício cobrando uma postura diferente dos comandados do técnico Tite daqui para frente. Até mesmo o incontestável treinador não escapou das cobranças feitas pela torcida.

– Adenor, preste atenção, “cê” tá teimoso com a sua escalação – gritaram os torcedores.

Evidentemente, o Corinthians “versão 2016” é bem diferente daquele vitorioso da temporada passada, o que motiva os protestos e a indignação da Fiel Torcida. Sendo assim, o técnico Tite vem quebrando a cabeça para tentar fazer do Corinthians um time confiável como o anterior. Para isso, o técnico insiste no esquema vitorioso de 2015, o 4-1-4-1 e ainda muda pouco a equipe buscando o entrosamento necessário. Porém, a tendência é de que, desta vez, o Timão, que enfrentará o Grêmio logo mais, seja bem diferente daquele que foi eliminado, em casa, para o Nacional, do Uruguai, há duas semanas.

Giovanni Augusto, que sofreu recentemente duas lesões no tornozelo esquerdo, será poupado e abrirá espaço para Marquinhos Gabriel, que jogará aberto pela ponta direita. Na esquerda, a novidade será o atacante paraguaio Romero no lugar de Lucca. Por fim, o também paraguaio Balbuena herdará a vaga deixada por Yago, suspenso preventivamente por doping, na zaga.   

A única dúvida para o confronto fica no gol, já que a presença do goleiro Cássio ainda é incerta. Na manhã de sábado, o arqueiro recebeu a notícia do falecimento da sua avó, que morava em Porto Alegre. O técnico Tite relacionou o arqueiro para o embate, mas o mais provável é que o reserva Walter seja o escolhido para iniciar a partida.

Grêmio

O clima de desconfiança chegou cedo ao Grêmio! O inicio bastante promissor no campeonato estadual e a classificação, com 11 pontos, no grupo da morte da Libertadores davam a entender que a equipe do técnico Roger Machado, enfim, poderia finalizar a seca de títulos da equipe.  Porém, as duas quedas consecutivas fizeram o ambiente tricolor se modificar rapidamente. Eliminado pelo Juventude, nas semifinais do Gauchão e pelo Rosário Central, da Argentina, nas oitavas da Libertadores com derrotas nos dois jogos, o Grêmio se vê em uma situação complicadíssima para a estreia já que estreia contra o Corinthians, em Itaquera.

LOCAL DA PARTIDA: Arena Corinthians – São Paulo/SP

HORÁRIO DA PARTIDA: 16h00.

ARBITRAGEM: Apita o jogo o Senhor Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO), auxiliado por Alessandro Álvaro Rocha de Matos (Fifa-BA) e por Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG)

AS ESCALAÇÕES:

Corinthians: Walter (Cássio); Fagner, Felipe, Balbuena e Uendel; Bruno Henrique, Elias, Marquinhos Gabriel, Rodriguinho e Romero; André.

Técnico: Tite.

Grêmio: Marcelo Grohe; Ramiro, Geromel, Fred e Marcelo Oliveira; Wallace, Maicon, Giuliano, Douglas (Éverton) e Luan; Miller Bolaños.

Técnico: Roger Machado.

OS DESFALQUES:

Corinthians: Yago (suspenso por doping) e Rildo (lesionado).

Grêmio: Pedro Rocha (expulso diante do Sport, no dia 8 de novembro de 2015, na Ilha do Retiro, após agredir Samuel Xavier. O gremista pegou no STJD dois jogos de punição e não enfrenta o Timão).

O CRAQUE:

Corinthians: A presença de Marquinhos Gabriel para a partida de logo mais também faz a torcida se esquecer um pouco das eliminações recentes no Paulistão e na Libertadores. Sem fazer parte daquele time, já que só jogou 45 minutos contra o Nacional, o meia tem a simpatia imediata dos corintianos, já que, em 2015, realizou um belíssimo Campeonato Brasileiro com a camisa do Santos. A chave da mudança de espírito para o Brasileirão pode começar por ele.

Grêmio: Rápido e habilidoso, o meia Miller Bolaños é o jogador mais importante do Grêmio no seu setor ofensivo. O atleta colombiano é versátil e pode jogar em várias posições: aberto pela direita, aberto pela esquerda, centralizado como homem de criação do meio de campo e, também, como segundo atacante. É o jogador para o Timão ficar de olho!

PENDURADOS:

Os dois clubes não apresentam jogadores pendurados com dois cartões amarelos na competição.

 
Voltar

Web Rádio Premium Esportes. O seu esporte no caminho do bem!