Web Rádio

Lucas Di Grassi fala sobre a WEC, Interlagos e Tom Kristensen: ‘Foi mesmo um professor pra mim’

30 NOV 2014
30 de Novembro de 2014

Di Grassi concedeu entrevista neste sábado (Foto: Sandra Correa)

Por Camila Andrade*

O piloto brasileiro Lucas Di Grassi conversou com jornalistas neste sábado, durante um Meet the Team, da Audi, no Autódromo de Interlagos, onde neste domingo ocorre a última etapa da WEC, pela 6 Horas de São Paulo.

Confira a entrevista que o piloto concedeu:

BRIGA PELO TÍTULO MUNDIAL DE CONSTRUTORAS

"Não é a melhor pista para o nosso carro, mas também não é a pior. Nas últimas corridas tivemos uma performance muito modesta para o que a Audi mostra. Espero que nessa corrida, a gente consiga, para os dois carros um ótimo resultado e consiga pelo menos brigar pelo Mundial de Construtores, já que o de pilotos, já foi definido."

BRIGA PELO VICE DE PILOTOS NA CATEGORIA LMP1

"Terminar em primeiro, segundo ou quarto, na minha opinião não muda muito. Lógico que o título de vice seria inédito na minha carreira, mas temos que trabalhar pensando em uma vitória em São Paulo. Uma vitória ou um pódio seria fantástico, mas, da mesma forma vai ser muito difícil, estamos aqui com um carro que não tem um conceito certo para essa pista. O conceito do nosso carro foi desenvolvido pra Le Mans. Enfim, é uma corrida muito difícil e espero que vocês assistam uma briga boa."

DIFERENÇA DA WEC PARA AS OUTRAS CATEGORIAS

"Olha, o WEC para a Formula E é bem diferente. O conceito é diferente. O WEC é uma corrida de seis horas, a E, já é mais curta. Um é em pista a outra já é nas cidades. Um são carros híbridos, protótipos, o outro é um formula elétrico. Completamente diferente. Acho que a única que tem em comum, também com a Fórmula 1 também tem, com o novo regulamento, o automobilismo está mudando na direção da eficiência. Os caros estão ficando cada vez mais eficientes, consomem menos combustível e energia. Isso é um reflexo da demanda que a tecnologia comercial precisa. Você não precisa mais de motores super potentes."

CORRER EM INTERLAGOS

"Mais do que Interlagos em si, eu cresci pilotando Kart naquele autódromo, então pra mim voltar pra cá pra guiar, eu guiei aqui (em Interlagos), Fórmula Ford, Renault, Fórmula 3 e a 1, Stock Car, carro de protótipo. Então pra mim, guiar a Audi, participar da final, na WEC, é sempre algo especial. Na frente da minha família, dos meus amigos, com o público que me conhece. É uma pena não ter etapa aqui ano que vem, mas tomara, a gente torce bastante pra voltar e vamos fazer o que for possível."

TOM KRISTENSEN

"Ele foi mais do que um companheiro de equipe, foi mesmo um professor pra mim. Então foi uma honra ter dividido o pódio com a última Le Mans, ter dividido o segundo lugar. Vai ser muito difícil achar um piloto que vai substituí-lo. Uma das principais tarefas da Audi pro ano que vem, vai ser achar um piloto com o nível do Tom, pra equipe."

Voltar

Web Rádio Premium Esportes. O seu esporte no caminho do bem!